TRANSCRIAÇÕES AUTOPOÉTICAS: VARIAÇÕES ARTÍSTICAS DE UMA INVESTIGAÇÃO DOCENTE

Aline da Rosa Deorristt

Resumo


O trabalho apresenta uma composição experimental em vídeo-poema como parte de uma pesquisa de doutorado em Educação, e que pensa o processo investigativo docente pelos deslocamentos poéticos de si. Desse modo, a pesquisa compõe uma imagética em autoficção, com desvios nômades-corporais em transversalidades múltiplas. Nesse contexto, mostra-se uma investigação docente em transcriações autopoéticas, que se compõe de experimentações narrativas, tramas citacionais e variações multimodais das noções de corpo, de deslocamento e de fronteira; que se perfazem entre as modulações intensivas de um cotidiano institucionalizado de uma professora. É pela pesquisa poética que se compõe uma proposta de flutuação, de ilegibilidade, de diásporas e de acampamentos. De modos de se perder no outro para variar as percepções cosmológicas de si e tensionar as fronteiras que preexistem numa corporeidade contemporânea.

Texto completo:

PDF

Referências


COCCIA, Emanuele. Metamorfoses. Rio de Janeiro, Dantes Editora: 2020.

FARROKHZAD, Foroug. Eterno Anochecer: poesía completa. Madrid, Gallo Nero: 2019.

HAN, Byung-Chul. Filosofia do Zen Budismo. Petrópolis, Ed. Vozes: 2002.

MERUANE, Lina. Tornar-se Palestina. Belo Horizonte, Relicário Edições: 2019.

SA, Zitkala. Pájaro rojo habla: Viejas leyendas indias - Historias del pueblo nativo americano. Madrid, Ménades Editorial: 2019.




DOI: https://doi.org/10.34112/1980-9026a2021n44p296-301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Linha Mestra Associação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 1980-9026
DOI: https://doi.org/10.34112/1980-9026

Licença Creative Commons