MEMORIAIS DE ESTUDANTES DA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO: LETRAMENTOS E IDENTIDADES MATERNAS

Silvia Naara da S. Pinto de Oliveira

Resumo


O objetivo deste artigo é descrever trechos narrativos que constroem identidades maternas em práticas de letramentos. A pesquisa analisa o gênero memorial escrito por estudantes da Licenciatura em Educação do Campo (LEdoC), identifica trechos em que as crenças no poder da escrita são manifestadas e reflete sobre a importância da figura materna para as estratégias de letramento. A pesquisa, de cunho qualitativo, foi realizada na Faculdade UnB Planaltina (FUP) com estudantes da disciplina Leitura e Produção de Textos I, ofertada durante o primeiro semestre de 2018. Como metodologia para a geração dos dados, o projeto contou com a observação participativa, a leitura e análise dos memoriais. A fundamentação teórica do trabalho abarca as áreas dos Letramentos Múltiplos (STREET, 2014; SOUSA et al., 2016), Gêneros discursivos (BAKHTIN, 1997) e Construção de Identidades (WOODWARD, 2000), entre outras perspectivas e autores/as.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BORTONI-RICARDO, S. M.; MACHADO, V. R.; CASTANHEIRA, S. F. Formação do professor como agente letrador. São Paulo: Contexto, 2010.

DENZIN, N. K., LINCOLN, Y. O planejamento na pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

FREIRE, P. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 2009.

HEATH, S. B., STREET, B. On etnography: approaches to language and literacy research. Nova York: Teachers College Press, 2008.

MAGALHÃES, I; MARTINS, A. R.; RESENDE, V. M. Análise de Discurso Crítica: um método de pesquisa qualitativa. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2017.

MARCUS. G. Contemporary problems of ethnography in the modern world systems. In: CLIFFORD, J.; MARCUS, G. Writing culture: the poetics and politicsof ethnography. University of California Press: London, 1986.

MOTTA, L. G. Por que estudar narrativas? In: MOTA, C. L. et al. (Org.). Narrativas midiáticas. Florianópolis: Insular, 2012.

ROJO, R. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

SOUSA, R. Socioletramento e formação de professores para diversidade étnica. Universidade de Brasília, no prelo.

SOUSA, R. Letramentos na licenciatura em educação do campo: transitando no contexto acadêmico. In: ARAÚJO, J. (Org.). Gêneros e letramentos em múltiplas esferas de atividade. Campinas: Pontes Editores, 2016.

SOUSA, R.; MOLINA, M.; ARAÚJO, A. C. (Org.). Letramentos múltiplos e Interdisciplinaridade na Licenciatura em Educação do Campo. Brasília: Decanato de Extensão/UnB, 2016.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA. Faculdade UnB Planaltina – FUP. Projeto Político Pedagógico: Curso de Graduação em Licenciatura em Educação do Campo. Brasília-DF, 2018.

VIEIRA, J. A. A identidade da mulher na modernidade. DELTA, 2005, v. 21, n. espec., p. 207-238.

WOODWARD, K. in SILVA, T. (Org.); HALL, S; WOODWARD, K. Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: editora Vozes, 2000.




DOI: https://doi.org/10.34112/1980-9026a2020n42p122-131

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Linha Mestra Associação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 1980-9026
DOI: https://doi.org/10.34112/1980-9026

Licença Creative Commons