A CONSTITUIÇÃO DA ESCOLA QUILOMBOLA: DISCURSOS E FAZERES

Márcia Andrea dos Santos

Resumo


Esta pesquisa objetiva discutir como se dá a constituição do discurso quilombola identidade e cultura, tendo como locus uma escola quilombola, no Paraná. Como o discurso sobre a cultura se apresenta e constitui o professor quilombola, práticas e fazeres que estabelecem a diferença. As falas foram coletadas em uma atividade de pesquisa do Mestrado em Letras da UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. No encontro objeto desta análise os professores quilombolas e alunos do Mestrado conversaram sobre as práticas docentes. É sobre esse jogo de palavras, na constituição da identidade do professor e da escola quilombola, na historicidade das falas, nos dizeres e fazeres escolares, na constituição do ser negro no discurso é que se propõe discutir e compreender este contexto educacional tendo aporte teorias críticas sobre o discurso, identidade e cultura. Importa-nos neste texto trazer à discussão as significações, a constituição da escola como espaço sociocultural de negociação e integração de ideologias e práticas pautadas em memórias históricas, em objetos de ensino significativos historicamente, em engajamento comunitário tecendo discursivamente uma teia de contradiscursos racistas e preconceituosos por meio da escola quilombola, professores, alunos e comunidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BHABHA, Homi. O pós-colonial e o pós-moderno: a questão da agência. In: O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003. p. 239-377.

HALL, Stuart. Quem precisa de identidade? In: SILVA, T. T. (Org.) Identidade e diferença – a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis, R. J.: Vozes, 2002. p. 103-133.

HALL, Stuart. A Identidade cultural na pós-modernidade. Tradução Tomaz Tadeu da Silva e Guacira Louro. 11 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

SILVA, Tomaz Tadeu. Produção social da identidade e da diferença. In: TOMAZ, T. T. (Org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002, p. 73-102.

SOUZA SANTOS, Boaventura de. Reconhecer para libertar: os caminhos do cosmopolitismo multicultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003, p. 25-68.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Linha Mestra Associação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 1980-9026