A CONSTRUÇÃO DA VOZ DOS TRABALHADORES DA CASA DE FARINHA NO MANUSCRITO DE JOÃO CABRAL DE MELO NETO

Gislaine Goulart dos Santos

Resumo


O manuscrito de João Cabral de Melo Neto retrata a saga anônima e a luta dos trabalhadores da casa de farinha para preservar a cultura artesanal do fazer farinha de mandioca. A voz dos trabalhadores é representada pela psicologia-ideologia, ligada ao trabalho que executam; a dramaticidade se desenvolve nas discussões entre raspadoras e raladores sobre os motivos do fechamento da casa de farinha.

Texto completo:

PDF

Referências


DIDEROT, Denis. Discurso sobre a poesia dramática. Tradução de Franklin de Mattos. 2. ed. São Paulo: Cosac Naify, 2005.

GRÉSILLON, Almuth. Elementos de crítica genética: ler os manuscritos modernos. Tradução de Cristina de Campos Velho Birck [et al.]. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2007.

JASPERS, Karl. O homem obreiro de si. Tradução de M. Pinto dos Santos. Humboldt: Revista para o mundo luso-brasileiro, ano 6, n. 13. Editora Übersee-Verlag, Hamburgo – Alemanha, 1966.

MELO NETO, João Cabral de. A educação pela pedra e depois. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

______. Notas sobre uma possível A casa de farinha. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013.

______. Serial e antes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

MESCHONIC, Henri. La rime et la vie. Lagrasse: Verdier, 1989

PEIXOTO, Níobe Abreu. João Cabral e o poema dramático: Auto do frade (poema para vozes). São Paulo: Annablume: FAPESP, 2001.

SALLES, Cecília Almeida. Gesto inacabado: processo de criação artística. 2. ed. São Paulo: FAPESP: Annablume, 2004.

SANTOS, Marisa Oliveira Santos; OLIVEIRA, Verônica Ferraz. Casas de farinha: enlace entre o trabalho feminino, a tradição e a História de uma comunidade. Egal (Reencontro de Saberes Territoriales Latinoamericanos, 2013. Disponível em: . Acesso em: 25 de ago de 2018.

TOUCHARD, Pierre-Aimé. Dionysos: apologie pour le théâtre; L’amateur de Théâtre: ou la règle du jeu. Paris: Éditions du Seuil, 1968.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Linha Mestra Associação de Leitura do Brasil (ALB)
e-ISSN: 1980-9026